Biotério

O Biotério da FFUL é uma instalação para alojamento de roedores (ratos e murganhos) de laboratório licenciada pela Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).
Todos os protocolos experimentais realizados neste Biotério são previamente submetidos ao Órgão de Bem-Estar Animal (ORBEA) da FFUL para posterior aprovação pela DGAV, a autoridade nacional competente responsável pela aplicação da legislação relativa à proteção dos animais para fins científicos.

Transparência sobre Investigação Animal em Portugal

A FFUL é signatária do Acordo de Transparência sobre Investigação Animal em Portugal. Trata-se de uma iniciativa conjunta da European Animal Research Association (EARA) e da Sociedade Portuguesa de Ciências em Animais de Laboratório (SPCAL), visando associar todas as instituições portuguesas de ensino e investigação que utilizam animais de laboratório.

A realização de experimentação animal no Biotério da FFUL tem contribuído para avanços na investigação farmacêutica e biomédica. Vários modelos animais estão estabelecidos e em rotina, nomeadamente estudos de biodistribuição, toxicidade, modelos animais de infeção, inflamação aguda e crónica, tumorais, doença hepática gordurosa não alcoólica, doenças neurodegenerativas.

Formação

Vários Investigadores da FFUL, creditados pela DGAV para a prática da experimentação animal, promovem anualmente, em parceria com a SPCAL, o Curso Pós-Graduado de Atualização de Ciências em Animais de Laboratório - Categoria B (Teórico online e Prático). A componente prática desta formação decorre nas instalações do Biotério da FFUL.

Serviços

O Biotério de roedores da FFUL disponibiliza vários serviços para a comunidade científica, farmacêutica e biotecnológica. Esta infraestrutura permite o alojamento de cerca de 500 roedores (ratos e murganhos) distribuídos por várias salas que permitem a realização de diversos protocolos experimentais incluindo procedimentos cirúrgicos e estudos metabólicos.

Esta unidade está empenhada em seguir o princípio dos 3Rs: Substituição (Replacement) sempre que possível, do modelo animal por métodos alternativos, Redução (Reduction) do número de animais utilizados e Refinamento (Refinement) das metodologias experimentais e das técnicas de manuseamento dos animais.

Preços

Os preços dos serviços prestados dependem do protocolo experimental a desenvolver, da espécie animal e duração do estudo.

Contactos

Responsável: Maria Manuela Gaspar

Tel.:+351 217 946 406 (Ext. 14774)

Correio eletrónico: mgaspar@ff.ulisboa.pt

Partilhar