Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Nutracêuticos

ECTS

4

Objetivos

Pretende-se integrar a formação dada aos alunos em várias disciplinas e expandir essa formação numa área com importância social crescente e que se situa na interface entre o medicamento e o alimento. Procura-se dar formação diferenciada numa área pluridisciplinar aos alunos de uma forma integrada. Assim, matérias relacionadas com a nutrição humana, bromatologia, farmacologia, tecnologia são enquadradas ao longo da disciplina de forma a habilitar o formando a desenvolver competências quanto à preparação (técnicas e tecnologias usadas na produção de sistemas líquidos ou sólidos), controlo (através do recurso de monografias oficiais, sempre que possível), dispensa (através da fundamentação científica e integrada que permita o aconselhamento dos utentes) e possíveis interacções com os alimentos e os medicamentos deste tipo de produtos.
As matérias são apresentadas na forma de seminários por convidados, aulas tutorais e práticas ou, simplesmente através do desenvolvimento de um projecto.

Conteúdos programáticos

Introdução (perceber a razão de ser do estudo diferenciado dos nutracêuticos e dos alimentos funcionais); Alimentos funcionais (o que são, para que servem e como se integram num uso racional entre alimentos e medicamentos), Produtos de origem natural (matéria prima para nutracêuticos e para a produção de medicamentos tradicionais ou de medicamentos à base de plantas), Mecanismos bioquímicos e bioquímica (explicação mecanística da interacção e acção das substâncias activas dos nutracêuticos), Aspectos farmacológicos (interface entre bioquímica e toxicologia), Aspectos toxicológicos (explicar quais as consequências que o mau uso de nutracêuticos pode ter), Tecnologias usadas na preparação de nutracêuticos (comprimidos, cápsulas, soluções, suspensões ou emulsões), Análise de alimentos funcionais e nutracêuticos (técnicas analíticas usadas para caracterizar as matérias-primas, os produtos intermédios e os produtos acabados), Legislação e regulamentação no sector (legislação aplicada, perspectiva do Infarmed, Ministério da Saúde e, perspectiva ASAE, Ministério da Economia e do Ministério da Agricultura), Indicação e informação sobre nutracêuticos (sobre o uso apropriado e interacções dos nutracêuticos).

Partilhar