Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Laboratório de Farmácia

ECTS

6

Objetivos

A missão do curso de Laboratório de Farmácia é permitir que o aluno obtenha competências essenciais para a prática profissional em farmácia comunitária. Pretende-se que o aluno seja capaz de integrar conhecimentos previamente adquiridos, bem como novos conhecimentos, realizando tarefas da prática real em farmácia ambulatorial, preparando também o período de estágio de pré-graduação.
Os objetivos específicos do curso estão essencialmente centrados nas funções relacionadas com a prestação de cuidados de saúde, no que concerne ao uso racional do medicamento e outros produtos de saúde, assim como à prestação de serviços descritos nas Portarias n.º 1429/2007 (2 de novembro) e n.º 97/2018 (de 9 de abril), em particular:

  • Administração de medicamentos;
  • Utilização de meios auxiliares de diagnóstico e terapêutica;
  • Administração de vacinas não incluídas no Plano Nacional de Vacinação;
  • Programas de adesão à terapêutica, de reconciliação da terapêutica e de preparação individualizada de medicamentos, assim como programas de educação sobre a utilização de dispositivos médicos;
  • Realização de testes rápidos (‘point of care’), incluindo o rastreio de infeções;
  • Cuidados de nível I na prevenção e tratamento do pé diabético.

No final, os alunos devem ser capazes de planear, organizar e implementar atividades-chave de carácter clínico em farmácia comunitária, em particular os procedimentos e abordagens relacionados com as seguintes atividades descritas na Lei n. º 131/2015 (de 4 de setembro), artigo 75.º, relativo ao ato farmacêutico:

  • Seleção, aquisição, armazenamento e dispensa de medicamentos de uso humano e veterinário e de dispositivos médicos, principalmente em farmácias abertas ao público;
  • Interpretação e avaliação das prescrições médicas (essencialmente nos seus aspetos formais);
  • Informação e consulta sobre medicamentos de uso humano e veterinário e sobre dispositivos médicos, sujeitos e não sujeitos a prescrição médica, junto de profissionais de saúde e de doentes, de modo a promover a sua correta utilização;
  • Acompanhamento, vigilância e controlo da distribuição, dispensa e utilização de medicamentos de uso humano e veterinário e de dispositivos médicos.

Conteúdos programáticos

TEMAS
# Tema Conteúdos Docente
LF1 Farmácia e serviços farmacêuticos Desenho de serviços farmacêuticos: condicionantes e requisitos para prestação de serviços (ex. PIM) FFL
LF2 Serviços farmacêuticos essenciais I: dispensa de MSRMO Aconselhamento em primeira dispensa e MedCheck (ex. PRIME e Show&Tell); dispensa de estupefacientes e psicotrópicos AMC
LF3 Serviços farmacêuticos essenciais II: indicação farmacêutica Dispensa e aconselhamento de MNSRMO (3ª lista) e DMs HMF
LF4 Serviços farmacêuticos essenciais III: dispensa medicamentos de utilização complexa e Administração de formas farmacêuticas diferenciadas (ex. dispositivos inalatórios e canetas insulina) GMP
LF5 Serviços farmacêuticos essenciais IV: adesão à terapêutica I Conceitos e medidas de adesão (ex. BMQ-P) FFL
LF6 Serviços farmacêuticos essenciais IV: adesão à terapêutica II Intervenções cognitivas, atitudinais, comportamentais (ex: RIM) AMC
LF7 Serviços farmacêuticos essenciais IV: adesão à terapêutica III Intervenções tecnológicas e económicas (ex. RIM) AMC
LF8 Serviço farmacêutico de revisão da terapêutica Revisão e acompanhamento farmacoterapêutico (ex. PCNE) FAC
LF9 Serviço farmacêutico de vacinação e de ‘point-of-care’ Imunização e administração de injetáveis; utilização de testes de screening (ex. glicémia, infeções) GMP
LF10 Serviço farmacêutico de cuidados à pessoa com diabetes Prestação de cuidados nível I, incluindo a prevenção e tratamento do pé diabético GMP
LF11 Serviços farmacêuticos na prática: simulação com MyDispense Briefing e resolução de casos simples AMC
LF12 Serviços farmacêuticos na prática: simulação com MyDispense Resolução de casos complexos e debreifing AMC

 

Dado tratarem-se de aulas laboratoriais, o professor tem o papel de facilitador da aprendizagem baseada na resolução de problemas e cenários adaptados aos objetivos de cada tema. Os alunos desenvolvem o trabalho durante a aula, geralmente em pares, usando os recursos e materiais respeitantes a cada laboratório, sob a orientação do professor. Pretende-se uma atitude de aprendizagem autónoma e responsável, envolvendo interação intra- e inter-grupos, quando não forem realizadas atividades individuais.

Partilhar