Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Imunofarmacologia

ECTS

4

Objetivos

Conteúdos programáticos

Ensino Teórico

I) Componente Introdutória – Bases Imunofarmacológicas

a) Importância da Imunofarmacologia no panorama actual dos medicamentos
- Oncologia
- Doenças Autoimunes e Doenças Infecciosas
- Medicamentos Biológicos (anticorpos monoclonais, proteínas de fusão)
- Terapias Avançadas (terapia génica, células estaminais, engenharia de tecidos)
- Medicamentos Órfãos e Doenças Raras

b) Mecanismos gerais e mediadores dos processos imunológicos/inflamatórios
- células dendríticas, complemento, linfócitos B e T, neutrófilos e outros células polimorfonucleares, moléculas de adesão, factores de transcrição, citocinas, receptores de superfície de células do sistema imunitário, receptores Toll-like. Potencial para modulação farmacológica.

c) Regulação Imunológica do Cancro e alvos imunoterapêuticos
- principais processos de divisão, proliferação, apoptose e morte celular e a sua importância na regulação dos processos neoplásicos. Células do sistema imunitário e vias celulares associadas com capacidade de regulação do ciclo de vida celular. Identificação de potenciais alvos para modulação farmacológica.

d) Fármacos Imunomoduladores
- utilização clínica dos fármacos imunossupressores e imunoestimulantes. Principais classes terapêuticas utilizadas, mecanismos de acção, indicações terapêuticas, efeitos adversos e contraindicações. Principais desvantagens das terapêuticas existentes e espaço para introdução de fármacos inovadores no tratamento de doentes refractários às terapêuticas de primeira linha.

 II) Fundamentos de Imunotoxicologia (mecanismos de imunotoxicidade, exemplos práticos, guidelines e desafios regulamentares)

III)  Componente de aplicação farmacoterapêutica – Imunoterapia (PBLs/TBLs)
a) Terapêuticas com base Imunofarmacológica
- Doenças Autoimunes (Artrite Reumatóide, Asma, Alergias e Hipersensibilidades, Doenças Inflamatórias Intestinais, Lúpus Eritematoso Sistémico). Aplicação dos conhecimentos de imunoterapia e análise de indicações terapêuticas, efeitos adversos e contraindicações. Fundamentação das decisões terapêuticas com base na razão benefício-risco. Resolução de casos práticos.
- Doenças Infecciosas (VIH, Hepatite, Tuberculose, Malária, Pneumonia). Aplicação dos conhecimentos de imunoterapia e análise de indicações terapêuticas, efeitos adversos e contraindicações. Fundamentação das decisões terapêuticas com base na razão benefício-risco. Resolução de casos práticos.
- Transplantes (transplantes de órgãos sólidos e transplante de medula, utilização de células estaminais hematopoiéticas e linfócitos T modificados). Aplicação dos conhecimentos de imunoterapia e análise de indicações terapêuticas, efeitos adversos e contraindicações. Fundamentação das decisões terapêuticas com base na razão benefício-risco. Resolução de casos práticos.
- Outras (Doenças Cardiovasculares, Doenças Neurodegenerativas, Choque Séptico/Hemorrágico/Térmico/Anafilático). Aplicação dos conhecimentos de imunoterapia e análise de indicações terapêuticas, efeitos adversos e contraindicações. Fundamentação das decisões terapêuticas com base na razão benefício-risco. Resolução de casos práticos.

 b) Imunoterapia do Cancro

b1) Fundamentos dos diversos tipos de imunoterapia
- Anticorpos monoclonais (fármacos aprovados, mecanismos de acção, principais indicações terapêuticas, efeitos adversos)
- “Checkpoint inhibitors” (importância da proteína PD-1 na regulação neoplásica, fármacos aprovados, mecanismos de acção, principais indicações terapêuticas, efeitos adversos e terapêutica combinada)
- Vacinas oncológicas (racional farmacológico, fármacos aprovados, mecanismos de acção, principais indicações terapêuticas, efeitos adversos)
- Terapêutica viral oncolítica (racional farmacológico, fármacos aprovados, mecanismos de acção, principais indicações terapêuticas, efeitos adversos)
- Terapêutica celular (racional farmacológico para utilização de Linfócitos T modificados, células estaminais, principais indicações terapêuticas, efeitos adversos.)
- Imunoterapias não-específicas (Racional farmacológico para a utilização clínica de interferões, interleucinas como terapêutica principal/adjuvante, indicações terapêuticas e efeitos adversos)

b2) Imunoterapia de Neoplasias Hematológicas
- Fisiopatologia e racional imunoterapêutico das Neoplasias Hematológicas mais comuns (Linfoma de Hodgkin, Linfoma não-Hodgkin, Leucemias, Mielomas). Apresentação e resolução de casos práticos.

b3) Imunoterapia de Tumores Sólidos
- Fisiopatologia e racional imunoterapêutico dos tumores sólidos com indicação para tratamento com imunoterapia (Cancro do Pulmão, Melanoma, Cancro da Próstata, Cancro Colo-Rectal, Cancro da Mama, Cancro da Bexiga). Apresentação e resolução de casos práticos.

 

Ensino Prático
Discussão e apresentação de casos práticos, guidelines, artigos e qualquer documentação relevante na área da imunoterapia.

Partilhar