Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Farmacologia I

ECTS

6

Objetivos

A Farmacologia é uma ciência de evolução rápida, fundamental e estruturante para a formação científica e profissional do futuro farmacêutico.
A UC tem como objetivos fazer com que o aluno adquira conhecimentos necessários à compreensão (i) das características bioquímicas e biofísicas das interações entre os fármacos e as estruturas moleculares celulares, procurando conhecer como as células respondem aos fármacos e como a sua estrutura química se relaciona com a atividade biológica, (ii) do efeito dos fármacos sobre os componentes do sistema nervoso central e sobre o sistema nervoso autónomo, (iii) do efeito dos fármacos sobre o coração, o sistema vascular e partes do sistema nervoso e endócrino envolvidas na regulação da função cardiovascular, (iv) do efeito dos fármacos sobre os aparelhos respiratório e digestivo e sobre a glândula tiróidea e (v) do efeito dos fármacos envolvidos na dor e na inflamação.
A UC permitirá a aquisição de competências em: (i) identificar, interpretar e descrever os mecanismos celulares e moleculares resultantes da interação fármaco-recetor, (ii) descrever e interpretar as alterações que um fármaco pode induzir a nível celular, tecidular e orgânico independentemente do seu uso ser ou não com propósito terapêutico.

Conteúdos programáticos

Ensino Teórico:

  • Definição e objetivo do estudo da farmacologia.
  • O ciclo do medicamento e o papel da farmacologia no desenvolvimento de novos fármacos.
  • Noções de farmacocinética: Vias de administração de fármacos; Absorção, Distribuição, Biotransformação e Eliminação dos fármacos do organismo; Ciclo dos fármacos no organismo.
  • Farmacodinamia: Teoria dos recetores; Interação fármaco-recetor; Mecanismos gerais de ação dos fármacos.
  • Fármacos com atuação no Sistema Nervoso Autónomo: Fármacos com ação no sistema colinérgico; Fármacos com ação no sistema adrenérgico.
  • Relaxantes musculares periféricos: Fármacos de bloqueio pré e pós-juncional.
  • Introdução à farmacologia dos autacóides: Histamina; Serotonina; Monóxido de azoto.
  • Fármacos utilizados no tratamento da inflamação: Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs); Corticosteroides como anti-inflamatórios.
  • Fármacos utilizados no tratamento da gota: Anti-reumatismais modificadores da evolução da doença; Antigotosos.
  • Fármacos Analgésicos: Narcóticos; Alcaloides do ópio; Derivados da morfina; Analgésicos de síntese.
  • Fármacos com ação sobre o aparelho respiratório: Estimulantes respiratórios; Antitússicos de ação central e de ação periférica; Expectorantes; Antiasmáticos.
  • Fármacos que atuam ao nível do aparelho digestivo: Antiácidos e antiulcerosos; Eméticos e antieméticos; Laxantes e purgativos; Obstipantes; Colagogos e coleréticos
  • Fármacos que atuam sobre o sangue e órgãos hematopoiéticos: Antianémicos; Anticoagulantes; Antiagregantes e fibrinolíticos.
  • Fármacos com atividade sobre a glândula da tiroide: Fármacos substituintes das hormonas da tiroide; Fármacos antitiroideos.
  • Fármacos com atividade anestésica geral e local.

 

Ensino Prático:

  • Farmacocinética: Passagem de fármacos através de membranas biológicas. Exercícios sobre absorção e distribuição de fármacos no organismo.
  • Farmacodinamia: Aplicação prática da teoria dos recetores; Cálculo do pD2 para um par agonista-recetor e do pA2 para um par antagonista-recetor a partir de exemplos práticos de curvas dose-resposta.
  • Variações na resposta à administração de fármacos: Natureza, extensão e causas dessa variabilidade; A sua importância em farmacoterapia;
  • Farmacologia das populações especiais: Crianças, idosos e grávidas.
  • Interações medicamentosas: Reações adversas; Iatrogenia; Incompatibilidades físicas, químicas e terapêuticas.
  • Toxicidade medicamentosa: Toxicidade aguda, subaguda e crónica; Reações indesejadas; Papel do farmacêutico na farmacovigilância.
  • Farmacologia da dependência, toxicomania e habituação: Canabinóides, opiáceos, simpaticomiméticos, alucinogénios e etanol.
  • Introdução à experimentação animal: Animais de experiência; Legislação que regulamenta a utilização de animais para fins experimentais/terapêuticos e outros fins científicos.

Partilhar