Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Biotecnologia Farmacêutica

ECTS

6

Objetivos

Os estudantes deverão adquirir capacidades para identificar e conhecer a temática da Biotecnologia Farmacêutica e da Bioengenharia, o importante papel dos medicamentos de biotecnologia e das terapêuticas biológicas. Deverão conhecer e desenvolver competências sobre as diferentes tecnologias de bioprodução, das fontes à produção propriamente dita, ao controlo de qualidade no bioprocesso e no produto final e à aplicação da legislação europeia e americana. Deverão adquirir competências nas áreas dos biomateriais e aplicação na imobilização de enzimas e células, da tecnologia de células animais, das terapias celulares e génica. Deverão ainda ganhar as bases de conhecimento necessárias aos novos desenvolvimentos nesta área (e.g. biossimilares, novas terapias) e mercado das empresas de biotecnologia.
Os estudantes deverão desenvolver aptidão de estudo autónomo, de capacidade de pesquisa e crítica, de comunicação e interligação de conceitos com os vários pontos do conhecimento a adquirir.

Conteúdos programáticos

A Biotecnologia Farmacêutica encontra-se dividida em três módulos: o primeiro fornece uma introdução à biotecnologia, aos biocatalisadores (e.g. enzimas e células), ao crescimento celular e nutrição, à cinética e energética e factores ambientais no crescimento e na produção de metabolitos, à cultura celular em modo descontínuo, contínuo e semi-continuo. Este módulo inclui ainda os biomateriais e a imobilização de biocatalisadores.
No segundo apresenta-se as fases da produção, os vários tipos de bioreactores e condições operacionais, a obtenção de células microbianas e animais, de metabolitos e proteínas recombinantes, até ao medicamento, de acordo com a legislação europeia e americana. Seguem-se os processos de separação e purificação.
Estes assuntos são complementados no último módulo com exemplos de medicamentos de biotecnologia, dos antibióticos, às proteínas terapêuticas recombinantes e.g.anticorpos, eritropoietina, vacinas) ao mercado dos biossimilares e empresas de biotecnologia.

Partilhar