Mestrado em Qualidade Alimentar e Saúde

Antioxidantes Naturais e Sintéticos

ECTS

4

Objetivos

O aluno deverá adquirir, relacionar e aprofundar diversos conceitos e conhecimentos sobre mecanismos associados ao stress oxidativo e aos principais antioxidantes de origem natural e sintética. O aluno deverá também conhecer as principais metodologias para detectar e quantificar a formação de espécies reactivas de oxigénio e adquirir bases sólidas específicas sobre as diferentes classes de antioxidantes para posteriormente serem aplicadas no âmbito de uma tese final ou actividade profissional relacionada na área dos antioxidantes em qualquer das suas diferentes vertentes.

Conteúdos Programáticos

  1. Conteúdo, funcionamento, avaliação da UC.
  2. Stress oxidativo: Definição. Ozono. Oxigénio tripleto. Oxigénio singleto. Fontes, moléculas alvo e produtos formados. Formação/degradação de espécies reactivas de oxigénio e azoto. Poluentes atmosféricos azotados e clorados. Interacção com lípidos, proteínas e ácidos nucleicos. Factores moduladores de reacções radicalares.
  3. Antioxidantes: Definição, exemplos, avaliação do potencial
  4. Enzimas antioxidantes: Mecanismo de actuação: catalase, cit. C peroxidase, glutationa peroxidase, superóxido dismutases, glutationa redutase e glutationa-S-transferases. Polimorfismos genéticos: definição e implicações.
  5. Antioxidantes não-nutritivos: Ác. shiquímico e compostos antioxidantes. Compostos fenólicos naturais e sintéticos. Mecanismo de acção, fontes, aplicações.
  6. Antioxidantes nutritivos: Mecanismos de acção do α-tocoferol, ác. ascórbico, carotenóides, isómeros do ác. linoleico, n3-PUFA, cis-MUFA. O Selénio.

Partilhar